História da mortadela

De origem italiana, a mortadela surgiu há mais de 2 mil anos no Império Romano...

Cuscuz com mortadela, frango e pimentão

As mais deliciosas receitas todas preparadas com mortadela. Confira!

 
  Martini participa da Festa do Figo

No ano de 2007, o Frigorífico Martini vai participar da Festa do Figo de Valinhos, onde terá uma barraca para preparar deliciosos lanches de mortadela entra outras coisas...
 

Leia mais...

  Como escolher uma boa mortadela

A cor é o principal atributo de qualidade percebido pelo consumidor na hora de adquirir ou consumir um alimento e no caso da mortadela, a cor pode significar muita coisa, mas principalmente se ela é apropriada para o consumo...

Leia mais...

    História da Mortadela

De origem italiana, a mortadela surgiu há mais de 2 mil anos no Império Romano e com certeza é um dos embutidos mais consumidos no Brasil, ultrapassando a marca das 100 mil toneladas anuais.

Há duas explicações para a origem do nome “mortadela”. A primeira delas deriva da palavra latina “myrtata”, que significa carne temperada com bagas da “mortella”, uma planta de sabor resinoso. A outra explicação remete à palavra “mortarium”, vocábulo da mesma língua, um almofariz empregado para amalgamar a carne.

Até hoje, Bolonha, a capital da Emília-Romanha, que dá nome ao mais famoso tipo de mortadela, tem a fama de fazer a melhor mortadela do mundo. A adoração dos italianos pela mortadela é tão grande, que eles elegeram em 1.971 uma madrinha para o produto, a atriz Sophia Loren, quando ela estrelou “La Mortadella”, filme onde a atriz interpretava uma napolitana que viajou para encontrar o Noivo em Nova York, mas foi barrada no aeroporto porque tinha na mão uma mortadela, um alimento estrangeiro que, por lei, era proibido de entrar no país.

Como é feita a mortadela

Boatos dão conta de que a mortadela é feita de carne de cavalo e de restos de animais que não são aproveitados nos frigoríficos. Tudo não passa de boatos, pois na verdade o embutido é fabricado com carne magra de porco, sobras cruas de presunto e de copa e depois recebe uma camada de gordura extraída da papada do porco.

Durante a fabricação, a carne é cortada em pedaços e triturada várias vezes, até que se transforme em uma pasta cremosa. Esse processo dura de 5 a 15 minutos. Na seqüência essa massa é embutida em invólucros naturais ou artificiais, as chamadas “tripas”. Por fim, essa pasta recebe pequenos cubos de gordura e é levada ao forno, onde é cozida a vapor.

Finalmente a mortadela recebe uma ducha fria e passa por uma câmara de resfriamento, que a estabiliza.

Apesar disso, os ingredientes da mortadela podem variar. No Brasil, os fabricantes combinam carne suína com carne bovina ou de aves.

Copyright Frigorífico Martini 2006©. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Desider Multimeios